Membros Participantes

segunda-feira, agosto 15, 2011

3

Como saber se o Rádio PX que eu tenho é 1º ou 2º linha?


Aqui seguem as dicas mais preciosas para você não ser passado para trás na hora de escolher seu equipamento "original".
Entende-se como original o rádio primeira linha, pois é composto por componentes duráveis e resistentes, e normalmente os melhores equipamentos são aqueles cujos bugs são corrigidos ao longo do tempo enquanto permanecem em linha de uso, como acontece com o Hannover BR9000, que em pleno 2016 está com sua plataforma na Versão 6, tendo sido corrigidos os bugs da Versão insuportável 3 ao longo desses anos. Existem exceções, como o Aquário RP80, que é uma porcaria desde seu lançamento e mesmo com o passar dos anos não melhorou em nada... 
Nesses dois modelos/marcas que citei, não comentei as versões falsificadas vendidas no Mercado Livre, e que entram no País através do Paraguai imitando ambas as marcas... já cansei de falar isso em vídeo, vide nosso canal clicando aqui.
Os equipamentos segunda linha "de fato" são mais complexos de serem reconhecidos... vou explicar ao longo do post.
A primeira e campeã das lendas você com certeza já ouviu: 
Rádio Taiwan é melhor! 
MENTIRA! 
É uma mentira deslavada, uma falácia sem fundamento, porque todos os rádios são chineses, ao passo que Taiwan é uma república da China, ou seja, se você disser  que seu rádio é Malaysia, Chicago, Phillipinas, etc... Meu amigo, é China, tenha certeza.
O maior polo industrial de componentes eletrônicos do mundo é na China, todas as fábricas de rádios norte-americanas que existem se renderam às baixas tarifas de impostos que a China oferece, então não existe concorrência nesse sentido, e o que nos resta é aceitar essa realidade, que todos os componentes são chineses, além da mão de obra. 
Aquelas carcaças de alumínio, à qual você sustenta argumentação de ser a origem do seu rádio podem vir cravadas como Philippines, Malaysia, Japão, etc... mas na verdade a cidade citada é apenas o local onde é fabricado aquele componente do hardware (lembra que hardware é peça e software é programa?). Já os painéis (faceplate) variam muito, o S-meter também é Chinês, os potenciômetros são chineses e os microfones, por coincidência, chineses, bobinas idem. rsrsrs mas existem falsificações, mesmo oriundas da China.

Seu rádio possui uma miscelânea de nacionalidades, mas vamos às dicas:

Dica 1: A primeira coisa que você deve fazer é olhar o "isolante" no conector fêmea da antena (PL259 Fêmea), aquele que fica atrás do rádio, (onde você conecta a antena), "se for um isolador de cor branca", seu rádio é segunda linha. Os 1º linha são marrons e pretos.

Dica 2: Observe o "parafuso do suporte", aquele que fixa o Rádio no suporte que vai fixado ao veículo, originalmente os equipamentos 1º linha são de rosca mais fina, diferentes dos Cobras 148 GTL atuais ue são rosca grossa mas são originais.

Dica 3: O Preço na fonte - entende-se fonte como o vendedor. Os originais são mais caros, enquanto os refurbished são vendidos por até metade do preço (leia aqui no Blog o que é refurbished na reportagem que denunciamos a picaretagem no Paraguay PY). 

Dica 4: Produto original possui embalagem original, com número de série do equipamento gravado na caixa, e o mesmo número de série deve coincidir com o número de série da nota fiscal e da caixa. Fique de olho na embalagem, ela denuncia mesmo.

Dica 5: Cuidado com os modelos VOYAGER da série 2016, pois grande parte dos equipamentos que estão sendo comercializados no Mercado Livre esse ano são falsificados, e falsificação grotesca.
((•)) Ouça este post

3 comentários:

Célio Varmeling disse...

boa noite, estou com uma duvida, no radio voyager 9000 mk II, pois sei q esses rádios possuem isso abaixo do botão seletor de canal, mais existem uns rádios que possuem apenas vr 9000 e não vr 9000 mk II, poderia me tirar essa duvida?
se é um radio falso, se é segunda linha, ou se é apenas um modelo mais antigo.
desde já grato.

João Henrique Apolinario disse...

Nem todo produto vindo do Paraguai é segunda linha, existem lojas idôneas que vendem produtos de qualidade com preços muito melhor do que do Brasil, salvo agora pelo dólar nas alturas. Falo isso com conhecimento de causa, moro em Maringá-PR e já comprei muito eletrônicos no Paraguai e nunca tive problemas, basta saber escolher a loja que irá comprar. Não se pode generalizar, de fato existem coisas muito ruins por lá, mas desconfia-se pela diferença de preço, afinal não existem milagres quando se quer aliar qualidade com preço muito baixo.

André Luiz disse...

quem disse que todo produto oriundo do Paraguai é 2º linha?

Cadastre seu e-mail para receber novidades

Sem instrumentos, não adianta!

Sem instrumentos, não adianta!
clique na imagem

Postagem em destaque

Consertando e ajustando pastilhas de wattímetro Bird

"Para aqueles que acham que este instrumento é incorruptível", é bom saber que os wattímetros Bird usam elementos removíveis, cha...

→ TVi ↓

TVi é um dos problemas mais sérios que o radio-operador pode sofrer. Pensando nisso, aqui vai algumas dicas seguras sobre como evitar este problema.

1º Cabo: Tem gente que acha que é só soldar o fio no conector e está tudo certo. Ledo engano!

Antes de soldar o conector, certifique-se que a malha esteja totalmente prateada, brilhando. Caso não esteja, substitua o cabo, ele está oxidado. "É normal a ação do tempo".

2º Conector: Verifique a qualidade do conector no ato da compra, e caso o conector esteja a anos sendo utilizado (ou guardado), passe uma lixa fina por dentro no local onde encaixa a malha. Não deve haver nenhum tipo de sujeira ou sinal de oxidação.

3º Conector fêmea do rádio: Utilize uma chave de estria tamanho 19 e aperte a porca. Mal contato é um problema sério. Verifique a solda interna após o reaperto.

4º Não utilize antena tipo 5/8 caseira entre prédios e condomínios que estejam em locais mais altos que sua estação à distâncias menores de 10 metros. Lembre-se que a antena 5/8 irradia em ângulo reto, e a antena de tv do vizinho pode ser aquele famoso "bombrill".

Escolha sempre antena 5/8 industrial. Se for caseira utilize 1/4 de onda, pois seu lóbulo de irradiação aponta a ionosfera, ao invés do horizonte, como no caso da 5/8.

5º Não abra o ALC do equipamento - limitadores de áudio. O ALC libera espúrios. Ao abrir potência do equipamento, mantenha intacto o ALC, ou solicite que seja feito por um técnico que tenha posse de instrumentação, como analisador de espectro, e "que saiba usar". Da mesma forma que fazemos em nosso laboratório. Isso é imprescindível! Abrir ou aumentar potência não tem nada a ver com liberar ALC. Isso é para incompetentes e palitadores. Se abrir a potência do equipamento, lembre-se de deixar o ALC atuando.

6º Estacionária: Nunca se esqueça que estacionária baixa não tem nada a ver com ressonância. A antena pode estar com roe ótima em determinado local, mas não estar ressonando corretamente. Desta forma, não adianta ter rádio potente se o restante da Estação está aquém.

7º Identificar o "plano terra": Plano terra não tem nada a ver com antena plano terra. Você deve saber onde é o plano terra de sua Estação, e o mesmo não tem nada a ver com o solo. Descobrindo o plano terra, a partir dele você saberá qual é a altura ideal para sua antena. Respeitando esta regra, além do rendimento otimizado de sua Estação, jamais correrá riscos de TVi. Dúvidas?

Consulte-nos.

→ Dica de Segurança

A vantagem do Rádio na estrada, além da possibilidade de fazer grandes amigos, é saber o que está acontecendo lá na frente. Um possível deslizamento, bloqueio de pista, uma possível blitz falsa, assaltos, áreas perigosas, carros suspeitos e acidentes. Na verdade, o operador da Faixa do Cidadão precisa de muita malícia, porque em todo lugar haverá maldade e oportunismo. Já houve caso de amigo que quase foi morto em emboscada armada através de convites feitos na própria faixa. Pessoas que se passaram por radio-operadores o chamaram para tomar um café e o conhecer, e o mesmo foi, sem maldade nenhuma, mas estavam na verdade de olho em sua carga de remédios, relata João, Estação Cachorro Louco (Juiz de Fora MG). Portanto amigos, é possível sim fazer do rádio um ambiente saudável e seguro, basta denunciar quaisquer irregularidades e ficar atentos a desvios de conduta. Aproveite e faça sua parte, seja cordial, e JAMAIS se misture com radio-operadores que desrespeitam a faixa utilizado linguajar de baixo calão. Em caso de problemas, procure um posto da Polícia Rodoviária Estadual/Federal e denuncie.

Compartilhe!

→ WATTÍMETRO BIRD - SAIBA TUDO