Membros Participantes

domingo, agosto 09, 2020

7 RAZÕES PARA USAR DDS - 7 RAZÕES PARA NÃO USAR DDS

DDS - Segunda postagem da série que tem como objetivo ajudar você, a partir de prós e contras (e dicas), a escolher se vai ou não aderir "a moda".


Prós - 

  1. O seletor de canais é super-leve, bem mais gostoso de manipular.
  2. A sintonia deixa de ser linear e se torna semelhante a logarítmica, semelhante à do Hannover BR9000; mais fácil e com maior precisão. Também existe um ajuste que diminui o range da sintonia, deixando-a  menos sensível, melhor de usar no modo SSB, basta travá-la no MENU 14 com o valor de 00003000. (Solicite a seu técnico)
  3. Uma única sintonia, apenas um ajuste de voice lock.
  4. Acesso aos canais de telecomando sem necessidade de chaveamento + 10KHz.
  5. Possibilidade de aumentar o range de canais sem necessidade de chaveamento de bandas, como a chave de banda: A, B, C, D, E, F.
  6. O display é bem completo, possui frequencímetro, é possível verificar sinal de TX e RX com essímetro próprio, possibilitando inclusive a instalação em uma estrutura independente da estrutura dos transceptores tradicionais, como a exemplo o "ararinha". Também é possível verificar os modos de operação (AM/USB/LSB) e a banda de operação, tudo isso em um só display.
  7. Por gerar a própria frequência, não utiliza o VCO do rádio PX, e isso é, de fato, muito bom!
Contras -

  1. Por gerar a própria frequência, o DDS gera um sinal de apito em determinados "canais", o que impede o uso dessas frequências, a não ser que o menu 11 FREQ RX HF seja ocasionalmente alterado. Para que isso seja possível, o sistema DDS deve estar desbloqueado. Atenção ao fato da possibilidade de você configurar errado e criar um problema atrelado a possibilidade da perda de garantia.
  2. Perde a sintonia dupla nos rádios que possuem dupla sintonia. Para disfarçar isso, o botão de sintonia fina é usualmente ligado em série com a grossa, mas a sintonia fina não fica no centro, fica em 10 horas. Se você é obsessivo, esteja ciente. Se for transformar a sintonia dupla em uma só, vai descaracterizar o painel que indica duas sintonias.
  3. Perde a chave de Bandas: A, B, C, D, E, F. Você precisa colocar alguma função no lugar dessa chave, pois ela ficará inútil. Lembre-se que vai descaracterizar o painel, pois está escrito qual é a função, e ela deixará de existir.
  4. Perde a chave +10KHz. Mais uma chave inútil no painel do rádio.
  5. Perde a chave HI/LOW nos modelos SS3900 E 158EDX. Mais uma chave inútil no painel do rádio.
  6. A instalação depende de algumas bobinas do rádio que são responsáveis pelo ajuste da sintonia do transceptor, o que o torna vulnerável à derivação de frequência por alteração de temperatura e também por conta da mão de obra do instalador. Isto é, mesmo sendo DDS, que é um sistema digital, seu equipamento pode estar fora de frequência. Mão de obra é um problema generalizado.
  7. O sistema DDS não utiliza os modos CW e FM. Você não terá essas funções, mesmo que seu rádio tenha essas funções antes da transformação. Fique atento a isso.

Nos prós, só de gerar a própria frequência e não depender do VCO do rádio o DDS já se paga (minha opinião), porque o VCO original dos rádios PX é um grande problema nesses equipamentos, mas nem tudo são flores. Se optar por instalar DDS no seu rádio, como vai fazer com as funções que vai perder?
Sim, vai perder!
Existe uma censura entre os "técnicos" que procuram vetar o falar a respeito disso, mas e depois que o serviço estiver pronto, como o cliente vai fazer com essas funções que foram completamente castradas?
Se o técnico tem problemas em falar a verdade e esclarecer esses pontos, aí é uma questão de caráter.

DDS é uma opção bacana, mas você precisa pensar nessas funções que vai perder, precisa pensar em quais funções vai colocar no lugar e o principal, DDS não é serviço de potência.

Potência
  • Instalar DDS no seu rádio não o torna um rádio digital.
  • DDS não mexe na potência do rádio.
  • Instalar DDS no seu Cobra 148 GTL não o faz mais potente.
  • Instalar DDS no seu SS3900 e semelhantes não melhora a potência, lembre-se que inclusive  descaracteriza o equipamento.
DDS resolve a situação de VCO instável, mas não aumenta a potência do seu transceptor, não se iluda. Converse com seu técnico, porque aumentar potência de rádio também é complexo, além de ser um serviço a parte.

Funções Perdidas/Funções Novas
  • Deixo no link abaixo o contato do Vanderlei. Ele fez a frente no meu rádio com as funções que escolhi após perder as funções nativas. Abaixo do vídeo você encontra seu contato.  https://youtu.be/dm894gIJ2tM



Ainda fez errado porque o modo FM não mais existe

Nota - leia:
Essa postagem é exclusivamente para orientar o usuário quanto às vantagens e desafios que irá encontrar a partir da decisão de alterar o equipamento para o sistema DDS. Minha opinião foi bem expressa acima, eu acredito que o sistema se paga só por ficarmos livres do VCO, mas isso não quer dizer que não seja um projeto desafiador.
Lembre-se que é preciso paciência, pois está atrelado a filas de serviço,  mão de obra de terceiros, seja na instalação/reparo e profundas alterações do transceptor, seja na produção da frente do equipamento e os extensos prazos da produção desse trabalho, seja para com o correio, na entrega de componentes ou mesmo a frente produzida para seu novo projeto. Fato é que entre a sua vontade e a conclusão do projeto, vai precisar de muita paciência.
Boa sorte!

Sem instrumentos, não adianta!

Sem instrumentos, não adianta!
clique na imagem

Postagem em destaque

Consertando e ajustando pastilhas de wattímetro Bird

"Para aqueles que acham que este instrumento é incorruptível", é bom saber que os wattímetros Bird usam elementos removíveis, cha...

→ TVi ↓

TVi é um dos problemas mais sérios que o radio-operador pode sofrer. Pensando nisso, aqui apresento algumas dicas seguras sobre como evitar este problema.

1º Cabo: Tem gente que acha que é só soldar o fio no conector e está tudo certo. Ledo engano!

Antes de soldar o conector, certifique-se que a malha esteja totalmente prateada, brilhando. Caso não esteja, substitua o cabo, ele está oxidado. "É normal a ação do tempo".

2º Conector: Verifique a qualidade do conector no ato da compra, e caso o conector esteja a anos sendo utilizado (ou guardado), passe uma lixa fina por dentro no local onde encaixa a malha. Não deve haver nenhum tipo de sujeira ou sinal de oxidação.

3º Conector fêmea do rádio: Utilize uma chave de estria tamanho 19 e aperte a porca. Mal contato é um problema sério. Verifique a solda interna após o reaperto.

4º Não utilize antena tipo 5/8 caseira entre prédios e condomínios que estejam em locais mais altos que sua estação à distâncias menores de 10 metros. Lembre-se que a antena 5/8 irradia em ângulo reto, e a antena de tv do vizinho pode ser aquele famoso "bombrill".

Escolha sempre antena 5/8 industrial. Se for caseira utilize 1/4 de onda, pois seu lóbulo de irradiação aponta a ionosfera, ao invés do horizonte, como no caso da 5/8.

5º Não abra o ALC do equipamento - limitadores de áudio. O ALC libera espúrios. Ao abrir potência do equipamento, mantenha intacto o ALC, ou solicite que seja feito por um técnico que tenha posse de instrumentação, como analisador de espectro, e "que saiba usar". Da mesma forma que fazemos em nosso laboratório. Isso é imprescindível! Abrir ou aumentar potência não tem nada a ver com liberar ALC. Isso é para incompetentes e palitadores. Se abrir a potência do equipamento, lembre-se de deixar o ALC atuando.

6º Estacionária: Nunca se esqueça que estacionária baixa não tem nada a ver com ressonância. A antena pode estar com roe ótima em determinado local, mas não estar ressonando corretamente. Desta forma, não adianta ter rádio potente se o restante da Estação está aquém.

7º Identificar o "plano terra": Plano terra não tem nada a ver com antena plano terra. Você deve saber onde é o plano terra de sua Estação, e o mesmo não tem nada a ver com o solo. Descobrindo o plano terra, a partir dele você saberá qual é a altura ideal para sua antena. Respeitando esta regra, além do rendimento otimizado de sua Estação, jamais correrá riscos de TVi. Dúvidas?

Consulte-nos.

→ Dica de Segurança

A vantagem do Rádio na estrada, além da possibilidade de fazer grandes amigos, é saber o que está acontecendo lá na frente. Um possível deslizamento, bloqueio de pista, uma possível blitz falsa, assaltos, áreas perigosas, carros suspeitos e acidentes. Na verdade, o operador da Faixa do Cidadão precisa de muita malícia, porque em todo lugar haverá maldade e oportunismo. Já houve caso de amigo que quase foi morto em emboscada armada através de convites feitos na própria faixa. Pessoas que se passaram por radio-operadores o chamaram para tomar um café e o conhecer, e o mesmo foi, sem maldade nenhuma, mas estavam na verdade de olho em sua carga de remédios, relata João, Estação Cachorro Louco (Juiz de Fora MG). Portanto amigos, é possível sim fazer do rádio um ambiente saudável e seguro, basta denunciar quaisquer irregularidades e ficar atentos a desvios de conduta. Aproveite e faça sua parte, seja cordial, e JAMAIS se misture com radio-operadores que desrespeitam a faixa utilizado linguajar de baixo calão. Em caso de problemas, procure um posto da Polícia Rodoviária Estadual/Federal e denuncie.

Compartilhe!

→ WATTÍMETRO BIRD - SAIBA TUDO

APAGOU O PAINEL DO HANNOVER? Leia ↓

Não estamos tratando do painel LCD. Se as informações no LCD sumirem, basta clicar em Func e em seguida DW que é imediatamente reabilitado.

O painel Newligth (de letrinhas) do seu rádio Hannover (ou similares) está cada vez mais fraco, ou simplesmente não acende mais?

Algumas coisas você pode fazer "para evitar", para impedir que isso ocorra, então a primeira dica está na monitoração da fonte de alimentação ou, no caso de Estações móveis, o alternador.

Picos acima de 14v literalmente queimam o circuito que mantém o painel aceso, e para fazer essa leitura, "somente confie" se tiver em mãos um multímetro com congelamento de picos (Leitura Hold). Em ambos os casos se faz necessário essa monitoração. Então já sabe, o que causa a perda do recurso Newligth neste equipamento é falha na alimentação, o excesso de voltagem. Fique de olho, e mantenha em dia a manutenção de seu veículo ou fonte de alimentação.