Membros Participantes

Cadastre seu e-mail para receber novidades

sábado, outubro 11, 2014

19

COMPARAÇÃO: COBRA 148 GTL - COBRA 148 GTL INTL - Internacional

Para os entusiastas da linha Cobra 148 GTL, eis que chega no mercado o Internacional, cuja sigla é INTL.
Sim, é um rádio legítimo Cobra, e não consta no site da Cobra Eletronics Corporation porque é um produto destinado ao público da América do Sul, mais especificamente o Brasil, porque o Brasil é o ÚNICO país que permite 80 canais, enquanto o site da Empresa se destina exclusivamente ao público norte-americano, portanto, não se engane com informações irrelevantes.

Curiosidade...
A América do Sul é o maior cliente da Cobra a muitos anos, portanto, retirar de linha um rádio com certificação FCC, um dos poucos com "40 canais SSB" que atende não só os quesitos de certificação, mas a demanda norte americana, e lançar um equipamento que "não atenderá mais essa clientela" e direcionar toda a atenção e investimento para outro público (Brasil) é, ao meu ver, um tanto irresponsável, principalmente quando uma empresa desse porte ignora por completo toda a questão "legal (de legalidade)" do país em questão; em suma, eles tiram do mercado um produto que já tem o público certo, tem inclusive a certificação FCC, e lançam outro modelo, ótimo e mais avançado, mas para outro público, em um "paraíso fiscal", no caso o Paraguai, e o produto entra no Brasil, "que é o país alvo", sem que haja um mínimo de respeito para com o consumidor, e esse respeito se chama homologação.
Tudo bem que o rádio atende "em partes" a legislação brasileira, pois oferece 80 canais no dígito e potência equivalente a do Hannover, que está homologado, mas a questão é saber quem "vai se interessar em homologar este equipamento", visto que esta é a obrigação do fabricante, e (entenda bem a seguir) o que a Steelbras fez, em homologar produtos que ela não produz, não passou de um favor comercial para com a empresa Cobra, equívoco que tenho certeza que jamais se repetirá.

Pois bem, vamos aos detalhes de cada equipamento.

O Cobra 148 GTL 40 canais SSB oferece:
40 canais no dígito; 4 watts AM e 21 watts PEP SSB, sendo AVG entre 4 e 12 watts; modos AM/USB/LSB; filtros NB/ANL e filtros de tonalidade, semelhante ao HI-Cut, só que em 3 fases; modo PA - public Adress, para ser utilizado em casos de emergência utilizando alto falante externo; leitor de estacionária manual; controle de ganho de microfone, squelsh e radiofrequência; s-meter analógico; sintonia fina tipo Voicelook, com ajuste apenas em RX; microfone tipo PTT com cabo super resistente e muito comprido - ótimo, com conector frontal, detalhe que facilita instalação em carretas.

Aceita modificação para 108 canais positivos e -15 (sub-faixa) e também aceita o famoso quebra de queixo. 
Obs: "Não recomendo a abertura de potência neste modelo de equipamento, tampouco alteração do áudio. Utilize microfone amplificado caso queira melhorar a transmissão, e jamais 'palite'."

O Cobra 148 GTL 80 canais SSB oferece:
80 canais no dígito; 10 watts AM e 21 watts PEP SSB, sendo AVG entre 8 e 15 watts; modos AM/FM/USB/LSB; filtros NB/ANL e filtros de tonalidade, semelhante ao HI-Cut, só que em 3 fases; modo PA - public Adress, para ser utilizado em casos de emergência utilizando alto falante externo; leitor de estacionária manual; controle de ganho de microfone, squelsh e radiofrequência; s-meter analógico; sintonia fina tipo Voicelook, com ajuste apenas em RX; microfone tipo PTT com cabo super resistente e muito comprido - ótimo, com conector frontal, detalhe que facilita instalação em carretas.

Aceita modificação para expansão de canais, que pode variar da frequência de 25.615 até 30.105, ou seja, aceita trabalhar com mais de 450 canais.
A potência pode ser trabalhada de diversas formas, como por exemplo ponte +b, dc to dc, top gun modulator, hi/noise filter b+ com até 19v, entre outros métodos, variando a potência do equipamento entre 45w PEP e 125 w PEP.

Em ambos os modelos o áudio TX é fantástico se mantido a originalidade, portanto, se deseja um equipamento para manter original e utilizar no dia-a-dia, dia de campo ou em situações de emergência por baixo consumo, o modelo 40 canais vai te atender muito bem, mas se deseja algo além, o internacional 80 canais vai satisfazê-lo, com certeza.

Compartilhe nas redes sociais, e curta nosso post.
73s
((•)) Ouça este post

19 comentários:

vander luiz da silva disse...

Eu particularmente gosto de coisas novas que chegam ate nós e esse mencionado não chega perto do VR 158 q também entra pelo py alias o que seria nós sem o VR 158 ou o VR 9000 então que venha mais um .a steebras so vende radio de minininha.

André Luiz disse...

hahahan rádio de menininha foi ótimo

Ademir Freitas Machado disse...

Será mesmo um legítimo Cobra export ou um clone qualquer? Se fabricado na China, já fico com um pé atrás... Malaysia ou Malásia ainda é aceitável e o bom mesmo seria um Taiwan...

André Luiz disse...

Oi pessoal, tudo na paz?
Posso afirmar que é sim um produto legítimo Cobra, inclusive tenho a documentação dele.
Hoje em dia acredito que nem se discute mais o que é ou não original, porque tudo o que é eletrônico é produzido na China, e claro que todas as marcas apresentam problemas ou necessidade de correções.
Esse rádio tem absolutamente tudo, repito, tudo para ser homologado e ser um baita equipamento, e a única coisa que pega nesse modelo (que pega no sentido negativo), é a sintonia, que só atua na recepção - RX, tirando isso, é um excelente equipamento, de verdade.
Consigo trabalhar esse rádio para mais de 450 canais, e acreditem, ele responde numa boa.

André Luiz disse...

Ah, um adendo, não é um Cobra tipo exportação, porque tipo exportação apresenta inúmeros requisitos negativos na hora de homologar, como a exemplo os números de canais, potência, etc... sendo que esse equipamento tem tudo para ser homologado, vai na contra-mão do que está errado; é o Cobra INTL - Internacional, produzido e pensado para ser homologado no Brasil.

Toninho disse...

Boa tarde André. Já conseguiu fazer o voice funcionar em rx?

André Luiz disse...

Toninho, não pretendo investir meu tempo nisso, o retorno seria ínfimo, e não existe demanda.

Eduardo Pinetti disse...

E onde conseguir uma belezinha dessas?

André Luiz disse...

quer o meu?

joao disse...

Bom dia senhores. Bem, primeiramente desculpem-me a ignorância, porém, só agora estou me inserindo nesse meio, porém, mais especificamente na pŕatica DX. Com a experiência de vocês, gostaria de saber se em termos de DX, rádios mais "populares" (creio eu), como os Degen, Tecsun e os Sangean, são bons aparelhos? Em especial o Tecsun S2000 - qual a opinião de vocês sobre esse aparelho? é uma bomba? é ruim? é muito fraco? é excelente? Vejo opiniões muito divergentes sobre esse rádio receptor. Bem, é isso. Obrigado e parabéns pelo excelente blog.

jesus disse...

bom dia meu nome e sergio qra (fininho)venho a este site p receber informações,ja que a pouco tempo uso o px e esta semana adquiri um cobra 148gtl intl 80canais e ainda não sei operar e gostaria de saber mais sobre o mesmo

Alexandre Alves disse...

Andre quanto vc quer no seu cobra 148 GTL INTL e aquele que vc fez modificação no filtro. Alexandre

André Luiz disse...

me liga e a gente combina

Miss Ana disse...

Oi Andre. para que serve o chucrute de 10 metros se o chucrute de 11 metros atinge a frequencia dos 10 metros Edison

PU7RFJ Manoel Antonio disse...

Gente eu tenho um cobra 148 GTL D. ele é já do modelo com PTT frontal, eu estou querendo chucruta ele para 10 metros, e não sei como fazer os de tales, do chucrute finas. o que eu tenho é ate -15 e +108. como fazer o restante se algum colega souber eu vou ficar muitos agradecido se o mesmo me enviar pelo meu Email. as.manoel@gmail.com

PU7RFJ Manoel Antonio disse...

Oi André Luiz, preciso do esquema do cobra 148gtl,D o chines pois o modelo não tem o MB3856, tem um CI 7809 no lugar, e não tem o S042P. se alguém tiver este esquema e poder me enviar ficarei mutismo agradecido desde já,

André Luiz disse...

o Chinês "original", o chaveamento e PLL são os mesmos

RF PARTS disse...

André, o 148 GTL CHINÊS tem como quebrar o queixo? Porque eu não acho em nenhum site que fala que dá para quebrar o queixo para ter variação em Rx/TX pois eu tentei fazer o quebra queixo do mesmo jeito do COBRA 148gtl ANTIGO e não ficou bom porque da diferença entre rx/tx pois existem uns toques de RF no circuito que nos outros antigos não tem...

André Luiz disse...

depois eu posto um esquema

Sem instrumentos, não adianta!

Sem instrumentos, não adianta!
clique na imagem

Postagem em destaque

Consertando e ajustando pastilhas de wattímetro Bird

"Para aqueles que acham que este instrumento é incorruptível", é bom saber que os wattímetros Bird usam elementos removíveis, cha...

→ TVi ↓

TVi é um dos problemas mais sérios que o radio-operador pode sofrer. Pensando nisso, aqui vai algumas dicas seguras sobre como evitar este problema.

1º Cabo: Tem gente que acha que é só soldar o fio no conector e está tudo certo. Ledo engano!

Antes de soldar o conector, certifique-se que a malha esteja totalmente prateada, brilhando. Caso não esteja, substitua o cabo, ele está oxidado. "É a ação do tempo".

2º Conector: Verifique a qualidade do conector no ato da compra, e caso seu conector esteja a anos sendo utilizado (ou guardado), passe uma lixa fina por dentro no local onde encaixa a malha. Não deve haver nenhum tipo de sujeira ou sinal de oxidação.

3º Conector fêmea do rádio: Utilize uma chave de estria tamanho 19 e aperte a porca. Mal contato é um problema sério. Verifique a solda interna após o reaperto.

4º Não utilize antena tipo 5/8 caseira entre prédios e condomínios que estejam em locais mais altos que sua estação à distâncias menores de 10 metros. Lembre-se que a antena 5/8 irradia em ângulo reto, e a antena de tv do vizinho pode ser aquele famoso "bombrill".

Escolha sempre antena 5/8 industrial. Se for caseira utilize 1/4 de onda, pois seu lóbulo de irradiação aponta a ionosfera, ao invés do horizonte, como no caso da 5/8.

5º Não abra o ALC do equipamento. O ALC libera espúrios. Ao abrir potência do equipamento mantenha a proteção ALC. Da mesma forma que fazemos em nosso laboratório. Isso é imprescindível. Abrir ou aumentar potência não tem nada a ver com liberar ALC. Isso é para incompetentes e palitadores. Se abrir a potência do equipamento lembre-se de deixar o ALC atuando.

6º Estacionária: Nunca se esqueça que estacionária baixa não tem nada a ver com ressonância. A antena pode estar com roe ótima em determinado local, mas ressonar lá na casa do...

7º Identificar o "plano terra": Plano terra não tem nada a ver com antena plano terra. Você deve saber onde é o plano terra de sua estação, e o mesmo não tem nada a ver com o solo. Descobrindo o plano terra, a partir dele você saberá qual é a altura ideal para sua antena. Respeitando esta regra, além do rendimento otimizado de sua Estação, jamais correrá riscos de TVi. Dúvidas?

Consulte-nos.

→ Power RF Aprenda ↓

Como saber a potência correta sem ser enganado?

Primeiro, pesquise sobre o DATASHEET do transistor do seu rádio, leia a respeito, verifique a potência máxima levando em consideração a voltagem do transistor. A base de cálculo é a fonte de alimentação, então o parâmetro é 13,8 volts.

Se apresenta 8A de consumo em amperímetro digital "com congelamento de pico máximo", basta multiplicar 13,8v por 8A e o resultado dividir por 2.66, eis a potência correta, que são 41,5 watts de envelope - PEP. Em miúdos, no assovio tem que dar 41,5 watts, e na modulação 60% por conta do péssimo modulador original, então restam quase 25 watts de modulação real. Viu porque não adianta palitar? Girar ou abrir posição de trimpot apenas gera mais calor, e calor é igual a perda. Quanto mais se aquece o transistor, mais fecha a entrada de gate quando aquecido, e por isso você precisa alterar alguns componentes na saída, porque eles impedem o rendimento da potência final (isso só serve para rádios PX).

Um rádio na atualidade - 2015 - original apresenta 20w PEP SSB em média, então você tem 13,8v X 4A de consumo, que é = 55.2w Dividido por 2.66 = 20,75w efetivos. Ou seja, fonte de 5A para esse rádio original toca com folga.

Rádios com upgrade apresentam consumo entre 12A e 16A "em média" para mais, então você tem 13,8v X 12A = 165,6W em calor (em perda) divididos por 2,66 = +- 60w que representa o % aproveitável, e em média máxima "para 13,8v". Com voltagens DC to DC na alimentação, essa potência pode ultrapassar os 100 watts aproveitáveis, mas não há área de dissipação, então não recomendo. A bem da verdade, eu literalmente pago para ver alguém conseguir reproduzir o sistema que patenteamos, DC to DC.

Se utilizar bateria de 12v, o consumo em amperagem é maior. Quanto maior a voltagem, menor consumo em amperagem, quanto menor voltagem, maior consumo em amperagem.

By: Lei de Ohm.

Medições fora deste parâmetro são equivocadas.

Fale comigo

→ Dica de Segurança

A vantagem do Rádio na estrada, além da possibilidade de fazer grandes amigos, é saber o que está acontecendo lá na frente. Um possível deslizamento, bloqueio de pista, uma possível blitz falsa, assaltos, áreas perigosas, carros suspeitos e acidentes. Na verdade, o operador da Faixa do Cidadão precisa de muita malícia, porque em todo lugar haverá maldade e oportunismo. Já houve caso de amigo que quase foi morto em emboscada armada através de convites feitos na própria faixa. Pessoas que se passaram por radio-operadsores o chamaram para tomar um café e o mesmo foi, sem maldade nenhuma, mas estavam na verdade de olho em sua carga de remédios, relata João, Estação Cachorro Louco (Juiz de Fora MG). Portanto amigos, é possível sim fazer do rádio um ambiente saudável e seguro, basta denunciar quaisquer irregularidades e ficar atentos a desvios de conduta. Aproveite e faça sua parte, seja cordeal, e não se misture com radio-operadores que desrespeitam a faixa utilizado linguajar de baixo calão. Em caso de problemas, procure um posto da Polícia Rodoviária Estadual/Federal.

Oferecimento:

PXJF YOUTUBEadio.com.br

→ WATTÍMETRO BIRD - SAIBA TUDO


AUTO/ INFRAÇÃO /MULTA /IMPEDIMENTO/ LICENCIAMENTO EM MINAS GERAIS