Seguidores

terça-feira, dezembro 25, 2012

Foi Landell mesmo? Tem certeza?

Roberto Landell de Moura foi um padre católico, cientista e inventor brasileiro, considerado "no Brasil" o Patrono dos Radioamadores e o Pai Brasileiro do Rádio. Mas a história de que Landell teria sido o precursor/inventor da transmissão de ondas radiofônicas é discutível.
Landell de Moura
Uma breve análise crítica nos remete à Samuel Morse, inventor do Código Morse. Se a linguagem "morse" foi inventada e obteve sucesso através das linhas elétricas "em 1835", vale salientar que em 1899, Guglielmo Marconi (e não Landell de Moura) utilizou a mesma técnica - Morse - no Canal da Mancha. (Fato documentado)
Mas espere um momento...
Guglielmo Marconi

Se Guglielmo Marconi utilizou a linguagem de código Morse pela pseudo-primeira vez em 1899, ele falou com quem no Canal da Mancha?
Ora!
Guglielmo Marconi falou com alguém, e este não foi Landell de Moura, senão, seria o caso de registrarmos o primeiro DX da história.
Fato é que, no Brasil, Landell de Moura conseguiu patentear (patente nº3.279) sua "invenção" em 09/03/1901, e nos E.U.A. patenteou (nº771.917)  em 22/11/1904, quando a mesma invenção "já havia sido utilizada anteriormente" por Guglielmo Marconi, em 1899, naquele mesmo Canal da Mancha... e mais alguém, que claro, realizou o contato com o Italiano e foi esquecido nessa história.
Ponto.
Landell ter patenteado não quer dizer que foi inventor. Pense nisso como quem inventou fórmula da Coca-Cola e quem veio a usufruir dela posteriormente.
Que Landell foi o pioneiro na transmissão de voz, não temos dúvida (eu tenho), mas na transmissão de sinais de Código Morse, alguém, que nem Landell, nem o Italiano Guglielmo foi muito, mas muito esquecido.
Se o Código Morse foi inventado em 1835 e Marconi fez seu primeiro contato em 1899, é sinal de que fez contato com alguém, e este alguém já possuia um equipamento capaz de transmitir e receber sinais transmitidos por ondas radiofônicas. Então, nem Landell, nem Guglielmo, na minha opinião, inventaram nada.
Alguém tem algo a acrescentar?

3 comentários:

PU1ARE disse...

Pelos documentos apresentados e pelos desenhos das patentes, me aparenta claro que Landel foi o primeiro a utilizar a fonia. Marconi, se apropriou do Código Morse e se especializou na comunicação em nível comercial via rádio, abrindo um leque enorme de links possíveis já que a telegrafia por fio necessitava dos cabos para interligar dois pontos remotos.

Anônimo disse...

PUTZ!

E o legal disso é que esse detalhe foi esquecido na História...

É bem provável que Marconi tenha construído a linha de transmissão e Recepção sem fio de sinais morse, e tenha deixado o outro ponto na outra margem do Canal da Mancha - mas até aí, esqueceram de mencionar quem era "o cara" da outra ponta (teria sido o tataravô do jogador Fred?)

De igual sorte, aconteceria o mesmo fato com o Landell.. com uma diferença: testemunhas do evento.

Um breve relato:

O padre Landell realizou experiências a partir de 1892 e 1893, em Campinas e em São Paulo. O jornal O Estado de S.Paulo noticiou que, em 1899, ele transmitiu a voz humana a partir do Colégio das Irmãs de São José, hoje Colégio Santana, no alto do bairro de Santana, zona norte da capital paulista. Também efetuou demonstrações públicas de seu invento no dia 3 de junho de 1900 sendo noticiada pelo Jornal do Commercio de 10 de junho de 1900:

"No domingo passado, no alto de Santana, na cidade de São Paulo, o padre Landell de Moura fez uma experiência particular com vários aparelhos de sua invenção. No intuito de demonstrar algumas leis por ele descobertas no estudo da propagação do som, da luz e da eletricidade através do espaço, as quais foram coroadas de brilhante êxito. Assistiram a esta prova, entre outras pessoas, Percy Charles Parmenter Lupton, representante do governo britânico, e sua família".

Fonte 1: Wikipedia
fonte 2 : Jornal O Estado de São Paulo. Link: http://acervo.estadao.com.br/noticias/personalidades,padre-landell,1035,0.htm

Quanto a questão da patente, bem... houve inúmeros problemas burocráticos à época, não havia patrocínio com relação aos experimentos de Landell - ao contrário de Marconi, que teve respaldo total do governo inglês, ao ceder os navios( ou encouraçados, não me recordo) para seus experimentos.

Só explanado os fatos, é bem provável que alguém aqui tenha maiores e melhores informações a respeito.

André Luiz disse...

PU1ARE, não se trata de documentos. leia o texto novamente.

Você chama e não chega?

Postagem em destaque

Consertando e ajustando pastilhas de wattímetro Bird

"Para aqueles que acham que este instrumento é incorruptível", é bom saber que os wattímetros Bird usam elementos removíveis, cha...

→ WATTÍMETRO BIRD - SAIBA TUDO

APAGOU O PAINEL DO HANNOVER? Leia ↓

Não estamos tratando do painel LCD. Se as informações no LCD sumirem, basta clicar em Func e em seguida DW que é imediatamente reabilitado.

O painel Newligth (de letrinhas) do seu rádio Hannover (ou similares) está cada vez mais fraco, ou simplesmente não acende mais?

Algumas coisas você pode fazer "para evitar", para impedir que isso ocorra, então a primeira dica está na monitoração da fonte de alimentação ou, no caso de Estações móveis, o alternador.

Picos acima de 14v literalmente queimam o circuito que mantém o painel aceso, e para fazer essa leitura, "somente confie" se tiver em mãos um multímetro com congelamento de picos (Leitura Hold). Em ambos os casos se faz necessário essa monitoração. Então já sabe, o que causa a perda do recurso Newligth neste equipamento é falha na alimentação, o excesso de voltagem. Fique de olho, e mantenha em dia a manutenção de seu veículo ou fonte de alimentação.