Membros Participantes

quarta-feira, fevereiro 13, 2013

4

Lafayete Telsat SSB 50

Muitos foram os contatos feitos nas noites do inverno sulino. Curtia o frio e modulava até a madrugada.
Trocava qso's com todo o nordeste brasileiro. Com o passar dos anos, vi a necessidade de algo moderno, pois era de costume utilizar SSB, coisa que só os mais afortunados possuiam. Foi quando troquei o meu Motoradio FAM 21 por um Lafayette Telsat SSB 50, foi embora meu Motoradio e como parte do pagamento uma calculadora de valor comercial, e fiquei feliz da vida.

Possuia um rádio grande e pesado, com os mesmos 23 canais, porém, este com SSB, que ótimo!
Foi um momento de muita alegria e me senti vitorioso. Algo singular!
Efetuei contatos a longa distância (DX) com facilidade, me lembro de muitas Estações do Chile. Fiz amigos e mantinha contato semanalmente com estes rádio-operadores, isso aconteceu durante muito tempo.
Este Lafayette, quando eu o adquiri, não era novo, não imagino o ano de fabricação, mas era perceptível que pelo estado de conservação se encontrava bem usado, de qualquer forma funcionava e atendia perfeitamente, como "funciona até hoje". Hoje temos muitos equipamentos modernos e ele se transformou em relíquia.
Dentre as características deste equipamento vou citar as que conheço bem. Ele possui um cristal para cada canal (frequência), ainda não existia PLL nos rádios como nos atuais, porém, é um radio que desde quando o adquiri, nunca apresentou um defeito sequer. Sua potência é moderada, 5 Watts, tanto em AM, como SSB. Sua característica de áudio lembra os rádios valvulados, é pesado e encorpado, tons de áudio com punch, bem grave se comparado aos outros rádios que conhecemos. Saudoso tempo em que faziamos QSO's com apenas 5W até no inverno.
Postagem de autoria:
→ QRA Egon Roepke - PX 5B 3816 - Taió SC
Gostaria de acrescentar algo a este post, adicione seu comentário abaixo.
73s

((•)) Ouça este post

4 comentários:

Anderson Luciano Gomes disse...

Olá,acabo de adquirir um destes radios em perfeito estado de conservação,porém com defeito,,estarei restaurando e depois posto aqui imagens ok,no lote veio também um radio da marca shinto de 23 canais só em AM,alguém aqui ja ouviu falar?,,,um abraços do PX5D1306.

Studiumtelecom S.Rocha disse...

Sou PY1DKW, do Rio e tenho interesse em adquirir um Lafayette Telsat 50 desses mesmo com defeito, caso queira vender por favor entre em contato comigo pelo email battcharger@gmail.com, eu escrevo livros para radioamadores, vcs pode conferir em www,studiumtelecom.com, forte 73 DX!Rocha

André Luiz disse...

que legal, parabéns!

Engenharia Hospitalar disse...

Tenho um desses e ainda funciona.

Cadastre seu e-mail para receber novidades

Sem instrumentos, não adianta!

Sem instrumentos, não adianta!
clique na imagem

Postagem em destaque

Consertando e ajustando pastilhas de wattímetro Bird

"Para aqueles que acham que este instrumento é incorruptível", é bom saber que os wattímetros Bird usam elementos removíveis, cha...

→ TVi ↓

TVi é um dos problemas mais sérios que o radio-operador pode sofrer. Pensando nisso, aqui vai algumas dicas seguras sobre como evitar este problema.

1º Cabo: Tem gente que acha que é só soldar o fio no conector e está tudo certo. Ledo engano!

Antes de soldar o conector, certifique-se que a malha esteja totalmente prateada, brilhando. Caso não esteja, substitua o cabo, ele está oxidado. "É normal a ação do tempo".

2º Conector: Verifique a qualidade do conector no ato da compra, e caso o conector esteja a anos sendo utilizado (ou guardado), passe uma lixa fina por dentro no local onde encaixa a malha. Não deve haver nenhum tipo de sujeira ou sinal de oxidação.

3º Conector fêmea do rádio: Utilize uma chave de estria tamanho 19 e aperte a porca. Mal contato é um problema sério. Verifique a solda interna após o reaperto.

4º Não utilize antena tipo 5/8 caseira entre prédios e condomínios que estejam em locais mais altos que sua estação à distâncias menores de 10 metros. Lembre-se que a antena 5/8 irradia em ângulo reto, e a antena de tv do vizinho pode ser aquele famoso "bombrill".

Escolha sempre antena 5/8 industrial. Se for caseira utilize 1/4 de onda, pois seu lóbulo de irradiação aponta a ionosfera, ao invés do horizonte, como no caso da 5/8.

5º Não abra o ALC do equipamento - limitadores de áudio. O ALC libera espúrios. Ao abrir potência do equipamento, mantenha intacto o ALC, ou solicite que seja feito por um técnico que tenha posse de instrumentação, como analisador de espectro, e "que saiba usar". Da mesma forma que fazemos em nosso laboratório. Isso é imprescindível! Abrir ou aumentar potência não tem nada a ver com liberar ALC. Isso é para incompetentes e palitadores. Se abrir a potência do equipamento, lembre-se de deixar o ALC atuando.

6º Estacionária: Nunca se esqueça que estacionária baixa não tem nada a ver com ressonância. A antena pode estar com roe ótima em determinado local, mas não estar ressonando corretamente. Desta forma, não adianta ter rádio potente se o restante da Estação está aquém.

7º Identificar o "plano terra": Plano terra não tem nada a ver com antena plano terra. Você deve saber onde é o plano terra de sua Estação, e o mesmo não tem nada a ver com o solo. Descobrindo o plano terra, a partir dele você saberá qual é a altura ideal para sua antena. Respeitando esta regra, além do rendimento otimizado de sua Estação, jamais correrá riscos de TVi. Dúvidas?

Consulte-nos.

→ Dica de Segurança

A vantagem do Rádio na estrada, além da possibilidade de fazer grandes amigos, é saber o que está acontecendo lá na frente. Um possível deslizamento, bloqueio de pista, uma possível blitz falsa, assaltos, áreas perigosas, carros suspeitos e acidentes. Na verdade, o operador da Faixa do Cidadão precisa de muita malícia, porque em todo lugar haverá maldade e oportunismo. Já houve caso de amigo que quase foi morto em emboscada armada através de convites feitos na própria faixa. Pessoas que se passaram por radio-operadores o chamaram para tomar um café e o conhecer, e o mesmo foi, sem maldade nenhuma, mas estavam na verdade de olho em sua carga de remédios, relata João, Estação Cachorro Louco (Juiz de Fora MG). Portanto amigos, é possível sim fazer do rádio um ambiente saudável e seguro, basta denunciar quaisquer irregularidades e ficar atentos a desvios de conduta. Aproveite e faça sua parte, seja cordial, e JAMAIS se misture com radio-operadores que desrespeitam a faixa utilizado linguajar de baixo calão. Em caso de problemas, procure um posto da Polícia Rodoviária Estadual/Federal e denuncie.

Compartilhe!

→ WATTÍMETRO BIRD - SAIBA TUDO