Membros Participantes

domingo, dezembro 01, 2013

0

Será que a culpa é do governo?

A sociedade mudou, e com a mudança nos últimos anos surgiram formadores de opiniões de todas as ideologias. 
Sendo enfático, é fato que nossa sociedade foi construída sob um alicerce religioso pragmático, colocando um Deus como centro do universo, e de forma que toda a estrutura social seja fortemente solidificada sob a ótica do cristianismo, mas lembrem-se do que escrevi no início, a sociedade mudou.

As pessoas em geral tendem a culpar o atual governo por todos os acontecimentos "estranhos ao normal" (numericamente falando), como se nunca houvesse existido corrupção e governos anteriores. Não vou me alongar neste aspecto, apenas friso que entre as duas correntes principais existe uma dicotomia baseada em pacotes prontos, cujos "ideais" são oferecidos de tal forma que o indivíduo é induzido a escolher uma, ou outra, sem cogitar uma terceira ou quarta possível opção/ideia. Explicando melhor, posso citar dois exemplos, sendo um deles a preocupação do governo federal em aumentar o número de faculdades públicas, melhorar o sistema de ensino (melhorou sim, hoje é mais fácil alcançar o ensino superior, antes, apenas os "filhinhos de papai"), e de lambuja, por conta de várias políticas positivas, pois não existe apenas essa citada, temos que engolir a péssima qualidade do ensino fundamental e médio, e o mensalão, sem contar que se a pessoa se afeiçoa ideologicamente com o PT, é obrigada a acreditar na inocência dos bandidos mensaleiros, ou seja, você é obrigado a ser conivente com o roubo do dinheiro público por conta de alguma melhoria para o social. Esse seria um dos exemplos do pacote completo.

Todo governo tem o lado positivo e negativo, assim como a personalidade do eu, você, nós... só que descobrimos o nosso limite quando enfrentamos oposições, sejam elas quais forem. Para quem estuda ou estudou Filosofia, vai se lembrar de Fílon de Alexandria, que uniu a tradição judaica à razão grega, e sabe bem o restante da história...
Na outra vertente temos uma pseudo-direita "cristã", que entende toda essa "mudança da população", do social, como uma invenção causada pelo atual governo, como se as pessoas tivessem nascido a 12 anos atrás, e essas mesmas pessoas já estivessem reivindicando seus direitos (pense). Além da questão de insistentemente baterem na tecla do comunismo como sendo o futuro da nação nas mãos do tão temido PT, como se essa afirmação fosse realidade, quando é utópica.
Ora, idiotas! Por que nosso governo se preocuparia tanto em agradar a ONU, em aumentar o IDH, em aumentar a chance de participação entre os países mais desenvolvidos e por outro lado  cometeria a idiotice de cogitar uma aliança aos moldes do comunismo, se aliando com os países do mesmo bloco econômico para uma economia fechada?
Ah?
Seria como fazer dieta de emagrecimento se alimentando de fastfood, não tem a mínima lógica. Além de nossa realidade política ter escorregado para o centro, não se mantendo na esquerda propriamente dita, então, onde estaria o tão temido comunismo?

Hoje nos deparamos com algumas realidades que batem acirradamente de frente com a ideologia cristã, com "os moldes do cidadão cristão, da família constituída cristã", e isso não é oriundo de nenhuma ideia utópica comunista, muito menos de governos atuais. A realidade é que gays votam, negros votam, pardos votam, e um governo que depende do "voto de todos" deve se preocupar em inserí-los em pé de igualdade, mesmo que por imposição, independente de ideologias ou moldes absorvidos pelo leite materno. Governos que não se preocuparam com isso simplesmente hoje não fazem mais parte de nenhum contexto. Então, estaríamos aqui realmente falando a respeito de uma minoria?

Conheço um negro, acho que você também o conhece, e este cidadão é o presidente dos Estados Unidos... e me lembro bem das aulas de História com o Professor Dr.José Leandro Peters mencionando a literatura que apontava os Espartanos, bravos lutadores, os mais temidos, que perdiam a virgindade entre eles, então seria a homo-afetividade algo incomum, ou seria o molde absorvido pelo leite materno algo que te cega? 

((•)) Ouça este post

Nenhum comentário:

Cadastre seu e-mail para receber novidades

Sem instrumentos, não adianta!

Sem instrumentos, não adianta!
clique na imagem

Postagem em destaque

Consertando e ajustando pastilhas de wattímetro Bird

"Para aqueles que acham que este instrumento é incorruptível", é bom saber que os wattímetros Bird usam elementos removíveis, cha...

→ TVi ↓

TVi é um dos problemas mais sérios que o radio-operador pode sofrer. Pensando nisso, aqui vai algumas dicas seguras sobre como evitar este problema.

1º Cabo: Tem gente que acha que é só soldar o fio no conector e está tudo certo. Ledo engano!

Antes de soldar o conector, certifique-se que a malha esteja totalmente prateada, brilhando. Caso não esteja, substitua o cabo, ele está oxidado. "É normal a ação do tempo".

2º Conector: Verifique a qualidade do conector no ato da compra, e caso o conector esteja a anos sendo utilizado (ou guardado), passe uma lixa fina por dentro no local onde encaixa a malha. Não deve haver nenhum tipo de sujeira ou sinal de oxidação.

3º Conector fêmea do rádio: Utilize uma chave de estria tamanho 19 e aperte a porca. Mal contato é um problema sério. Verifique a solda interna após o reaperto.

4º Não utilize antena tipo 5/8 caseira entre prédios e condomínios que estejam em locais mais altos que sua estação à distâncias menores de 10 metros. Lembre-se que a antena 5/8 irradia em ângulo reto, e a antena de tv do vizinho pode ser aquele famoso "bombrill".

Escolha sempre antena 5/8 industrial. Se for caseira utilize 1/4 de onda, pois seu lóbulo de irradiação aponta a ionosfera, ao invés do horizonte, como no caso da 5/8.

5º Não abra o ALC do equipamento - limitadores de áudio. O ALC libera espúrios. Ao abrir potência do equipamento, mantenha intacto o ALC, ou solicite que seja feito por um técnico que tenha posse de instrumentação, como analisador de espectro, e "que saiba usar". Da mesma forma que fazemos em nosso laboratório. Isso é imprescindível! Abrir ou aumentar potência não tem nada a ver com liberar ALC. Isso é para incompetentes e palitadores. Se abrir a potência do equipamento, lembre-se de deixar o ALC atuando.

6º Estacionária: Nunca se esqueça que estacionária baixa não tem nada a ver com ressonância. A antena pode estar com roe ótima em determinado local, mas não estar ressonando corretamente. Desta forma, não adianta ter rádio potente se o restante da Estação está aquém.

7º Identificar o "plano terra": Plano terra não tem nada a ver com antena plano terra. Você deve saber onde é o plano terra de sua Estação, e o mesmo não tem nada a ver com o solo. Descobrindo o plano terra, a partir dele você saberá qual é a altura ideal para sua antena. Respeitando esta regra, além do rendimento otimizado de sua Estação, jamais correrá riscos de TVi. Dúvidas?

Consulte-nos.

→ Dica de Segurança

A vantagem do Rádio na estrada, além da possibilidade de fazer grandes amigos, é saber o que está acontecendo lá na frente. Um possível deslizamento, bloqueio de pista, uma possível blitz falsa, assaltos, áreas perigosas, carros suspeitos e acidentes. Na verdade, o operador da Faixa do Cidadão precisa de muita malícia, porque em todo lugar haverá maldade e oportunismo. Já houve caso de amigo que quase foi morto em emboscada armada através de convites feitos na própria faixa. Pessoas que se passaram por radio-operadores o chamaram para tomar um café e o conhecer, e o mesmo foi, sem maldade nenhuma, mas estavam na verdade de olho em sua carga de remédios, relata João, Estação Cachorro Louco (Juiz de Fora MG). Portanto amigos, é possível sim fazer do rádio um ambiente saudável e seguro, basta denunciar quaisquer irregularidades e ficar atentos a desvios de conduta. Aproveite e faça sua parte, seja cordial, e JAMAIS se misture com radio-operadores que desrespeitam a faixa utilizado linguajar de baixo calão. Em caso de problemas, procure um posto da Polícia Rodoviária Estadual/Federal e denuncie.

Compartilhe!

→ WATTÍMETRO BIRD - SAIBA TUDO