Membros Participantes

terça-feira, março 19, 2013

5

Respondendo à questões...

Sempre me ligam e questionam a respeito de qual rádio comprar, e a resposta sempre será a mesma: 
Tudo vai depender do seu objetivo.
Preste bem atenção nas perguntas abaixo:
Na sua cidade existe QAP em AM com número expressivo de pessoas?
Você pretende colocar rádio em Estação móvel e costuma viajar, ou viaja constantemente?
Na primeira opção, qualquer rádio AM 40 canais resolve seu problema, como a exemplo o Cobra 19 DX. Para melhorar substancialmente a transmissão deste radinho, basta adicionar um microfone de qualidade, que deverá  ser o Cobra HG M 75.
Na segunda opção não tem jeito, só posso indicar rádios em confomidade com a legislação, pois já cansei de notícias de radio-operadores passando vergonha, justamente por usar rádio PX sem homologação em determinadas regiões do Brasil. Essa fiscalização ostensiva é maior na região Sudeste do Brasil (dica).
Neste caso indico qualquer rádio Cobra por questões como: qualidade, garantia e robustez. E claro, use o microfone Cobra HG M 75 pois melhora mesmo a transmissão, além do fato de você não precisar falar ao microfone com ele colado na boca. A multa de trânsito para quem é flagrado falando ao rádio é a mesma para o uso de celular enquanto conduz o veículo, por isso indico este microfone. Você pode falar com ele na altura da cintura e ser escutado normalmente. Não é demagogia de minha parte. Todos que me conhecem de longas datas sabem que em toda minha vida como radio-operador sempre utilizei microfones amplificados, e foi desta forma, completamente inusitada, sem a menor intenção ou pretensão que estreitei meus laços com a Steelbras. Não preciso inventar nenhuma história.
Cobra HG M 75
Quando solicitei a Cobra nos Estados Unidos orçamento para o envio do Microfone HG M 75, foi para meu uso, tanto que é o microfone principal da minha Estação, e foi a Steelbras que respondeu o e-mail em nome da Cobra e se preocupou em importar o microfone, e foi a meu pedido que ele está a venda no Brasil para todos os radio-operadores. Pode ligar para a empresa e perguntar se é verdade ou não. Eu sempre coloco meu público em primeiro lugar.
Para minha pessoa, de nada adianta falar a respeito de um produto se o mesmo não se encontra a venda em meu País, isso definitivamente fere minha noção de bom senso. Solicitei a Steelbras que importasse o microfone para todos os radio-operadores, pois eu sei que é bom, e eu sei que todos vocês confiam em minha opinião. Se o microfone fosse uma bosta, por que eu iria me preocupar com isso?
(continuando...)
O rádio abaixo é o Cobra 29 LXBT, que oferece a tecnologia Bluetooth, facilitando a vida de quem viaja muito e precisa do telefone a todo momento. Eu uso, aprovo, e honestamente não saberia como ficar sem este rádio, pois além de adiantar a vida do condutor do veículo, proporciona melhor segurança no trânsito. Você simplesmente pode falar ao telefone com TOTAL SEGURANÇA, sem sequer necessitar tirar as mãos do volante.
Se na sua cidade não existe QAP, você depende unicamente de contatos no modo SSB. Portanto, quanto melhor e mais potente for o rádio e conjunto de antenas, menor é a chance de você ficar gritando e chamando sem ser contestado. 
O bom é chamar uma única vez e ser contestado de primeira, mas para isso é necessário conhecimento mínimo de como proceder. Então preste bem a atenção no que virá abaixo...
Cobra 148 GTL (modelo antigo)
Rádio homologado respeita  potência máxima, que segundo a Legislação - ANATEL - varia de 5 a 10 watts AVG (não falei PEP), e para alcançar sucesso real com apenas 10 watts é necessário uma big antena, que vai multiplicar a potência do rádio pela quantidade de dbi que a antena proporciona. 
Não sabia? 
Eis a oportunidade de aprender a respeito.
Exemplo:
10 watts do rádio + a perda do sistema irradiante que são cabos, conexões, distância, etc... somam em média 4 watts (de perda), então você tem efetivos 6 watts chegando na antena (60% do todo, pois 40% é perda). Suponhamos que a antena escolhida seja uma Steelbras 5/8 de onda com 4.3 dbi de ganho (não existe 5/8 com ganho maior que 4.3 dbi - fique atento a anúncios mentirosos), então você multiplica os 6 watts "efetivos" pelo ganho da antena e tem irradiados 25.8 watts.
Se você opta por instalar uma direcional tipo Yaggi de 3 elementos, este tipo de antena oferece 9 dbi de ganho, então esses mesmos 6 watts multiplicados por 9 dbi equivalem a 54 watts efetivos, irradiados.
Está ruim?
Em todos os casos o segredo está únicamente na antena. 
 Não adianta ter um super-rádio se o sistema irradiante é deficitário, e é por isso que indico cabo homologado, pois este contém a quantidade mínima de malha exigida pela Anatel, conectores banhados a ouro e prata para melhor condutividade (cerca de 20 a 25 reais cada), e a menor quantidade possível de instrumentos no caminho, pois qualquer coisa entre o rádio e a antena que não seja acoplador, gera perda. Até wattímetro vagabundo causa perda substancial, que as vezes te custará alguns db's. É sério!
Em muitos casos, ou o radio-operador não tem espaço em seu Shack para uma antena direcional, ou simplesmente não tem experiência mínima para a instalação. Sendo assim, se faz necessário a alteração do circuito do rádio para que o mesmo compense a perda do sistema irradiante. O famoso Upgrade.
VOYAGER VR 158 EGTL DX
Ou seja, com o rádio original (10 watts) se obtém os desejados 54 watts utilizando antena direcional Yaggi com 9 dbi ganho, mas se no rádio foi realizado o Upgrade, o usuário consegue 60 watts (com a perda do sistema irradiante cai para 42 watts) e se multiplica a potência que restou (42 watts) pelo ganho da antena direcional Yaggi (9 dbi ganho) e se obtém 378 watts irradiados. Se você optar pela antena Steelbras 5/8, que é de 4.3 dbi, a potência irradiada efetiva é 180.6 watts com 60% dos 60 watts. No final, o Upgrade vale, pois além de manter o conjunto com alto rendimento, isenta o rádio-operador da mão de obra específica com o sistema irradiante.
Se brasileiro não tivesse preguiça, sambava na cabeça de qualquer Estação no outro lado do Continente, mas...

((•)) Ouça este post

5 comentários:

Anônimo disse...

CARA, ESSE MICROFONE FICOU UM LUXO NO MEU 19 DX.
PARABÉNS PELO SITE.
ISAURO

Anônimo disse...

esa antena da stilbrais é boa mesmu alemao?
toninho de araraquara santopaulo

André Luiz disse...

Toninho, boa tarde!
A antena é ótima, e o material utilizado em sua confecção é de alta qualidade. Paticularmente indico, não por ser parceiro da Steelbras, mas por conta do mateial ser bom de verdade.
Já fui parceiro de outras empresas e não indicava... a Steelbras eu gosto.

André Luiz disse...

Isauro, o microfone é um show mesmo.

Luiz C. Pinheiro disse...

Comprei uma Antena para PX Plano Terra 1/4 de Onda - AP1821 da Steelbras já tem quase um ano. O material é de excelente qualidade bem como o acabamanto. Fiz toda a montagem e instalação protegento com fita de alta fusão da 3M os pontos em que poderia entrar água da chuva. No website da Steelbras tem o manual de montagem e instalação. Depois de tudo ajustado parti para os DX e fiquei impressionado com o alcance dessa antena. Foi só elogio por parte dos macanudos dizendo "modula tubarão". Tenho uma direcional de 5 elementos da Electril que uso mais para a região norte e américa central. Podem adquirir a plano terra da Steelbras que voces ficarão muito satisfeitos.

Abraços
PX4A0124

Cadastre seu e-mail para receber novidades

Sem instrumentos, não adianta!

Sem instrumentos, não adianta!
clique na imagem

Postagem em destaque

Consertando e ajustando pastilhas de wattímetro Bird

"Para aqueles que acham que este instrumento é incorruptível", é bom saber que os wattímetros Bird usam elementos removíveis, cha...

→ TVi ↓

TVi é um dos problemas mais sérios que o radio-operador pode sofrer. Pensando nisso, aqui vai algumas dicas seguras sobre como evitar este problema.

1º Cabo: Tem gente que acha que é só soldar o fio no conector e está tudo certo. Ledo engano!

Antes de soldar o conector, certifique-se que a malha esteja totalmente prateada, brilhando. Caso não esteja, substitua o cabo, ele está oxidado. "É a ação do tempo".

2º Conector: Verifique a qualidade do conector no ato da compra, e caso seu conector esteja a anos sendo utilizado (ou guardado), passe uma lixa fina por dentro no local onde encaixa a malha. Não deve haver nenhum tipo de sujeira ou sinal de oxidação.

3º Conector fêmea do rádio: Utilize uma chave de estria tamanho 19 e aperte a porca. Mal contato é um problema sério. Verifique a solda interna após o reaperto.

4º Não utilize antena tipo 5/8 caseira entre prédios e condomínios que estejam em locais mais altos que sua estação à distâncias menores de 10 metros. Lembre-se que a antena 5/8 irradia em ângulo reto, e a antena de tv do vizinho pode ser aquele famoso "bombrill".

Escolha sempre antena 5/8 industrial. Se for caseira utilize 1/4 de onda, pois seu lóbulo de irradiação aponta a ionosfera, ao invés do horizonte, como no caso da 5/8.

5º Não abra o ALC do equipamento. O ALC libera espúrios. Ao abrir potência do equipamento mantenha a proteção ALC. Da mesma forma que fazemos em nosso laboratório. Isso é imprescindível. Abrir ou aumentar potência não tem nada a ver com liberar ALC. Isso é para incompetentes e palitadores. Se abrir a potência do equipamento lembre-se de deixar o ALC atuando.

6º Estacionária: Nunca se esqueça que estacionária baixa não tem nada a ver com ressonância. A antena pode estar com roe ótima em determinado local, mas ressonar lá na casa do...

7º Identificar o "plano terra": Plano terra não tem nada a ver com antena plano terra. Você deve saber onde é o plano terra de sua estação, e o mesmo não tem nada a ver com o solo. Descobrindo o plano terra, a partir dele você saberá qual é a altura ideal para sua antena. Respeitando esta regra, além do rendimento otimizado de sua Estação, jamais correrá riscos de TVi. Dúvidas?

Consulte-nos.

→ Power RF Aprenda ↓

Como saber a potência correta sem ser enganado?

Primeiro, pesquise sobre o DATASHEET do transistor do seu rádio, leia a respeito, verifique a potência máxima levando em consideração a voltagem do transistor. A base de cálculo é a fonte de alimentação, então o parâmetro é 13,8 volts.

Se apresenta 8A de consumo em amperímetro digital "com congelamento de pico máximo", basta multiplicar 13,8v por 8A e o resultado dividir por 2.66, eis a potência correta, que são 41,5 watts de envelope - PEP. Em miúdos, no assovio tem que dar 41,5 watts, e na modulação 60% por conta do péssimo modulador original, então restam quase 25 watts de modulação real. Viu porque não adianta palitar? Girar ou abrir posição de trimpot apenas gera mais calor, e calor é igual a perda. Quanto mais se aquece o transistor, mais fecha a entrada de gate quando aquecido, e por isso você precisa alterar alguns componentes na saída, porque eles impedem o rendimento da potência final (isso só serve para rádios PX).

Um rádio na atualidade - 2015 - original apresenta 20w PEP SSB em média, então você tem 13,8v X 4A de consumo, que é = 55.2w Dividido por 2.66 = 20,75w efetivos. Ou seja, fonte de 5A para esse rádio original toca com folga.

Rádios com upgrade apresentam consumo entre 12A e 16A "em média" para mais, então você tem 13,8v X 12A = 165,6W em calor (em perda) divididos por 2,66 = +- 60w que representa o % aproveitável, e em média máxima "para 13,8v". Com voltagens DC to DC na alimentação, essa potência pode ultrapassar os 100 watts aproveitáveis, mas não há área de dissipação, então não recomendo. A bem da verdade, eu literalmente pago para ver alguém conseguir reproduzir o sistema que patenteamos, DC to DC.

Se utilizar bateria de 12v, o consumo em amperagem é maior. Quanto maior a voltagem, menor consumo em amperagem, quanto menor voltagem, maior consumo em amperagem.

By: Lei de Ohm.

Medições fora deste parâmetro são equivocadas.

Fale comigo

→ Dica de Segurança

A vantagem do Rádio na estrada, além da possibilidade de fazer grandes amigos, é saber o que está acontecendo lá na frente. Um possível deslizamento, bloqueio de pista, uma possível blitz falsa, assaltos, áreas perigosas, carros suspeitos e acidentes. Na verdade, o operador da Faixa do Cidadão precisa de muita malícia, porque em todo lugar haverá maldade e oportunismo. Já houve caso de amigo que quase foi morto em emboscada armada através de convites feitos na própria faixa. Pessoas que se passaram por radio-operadsores o chamaram para tomar um café e o mesmo foi, sem maldade nenhuma, mas estavam na verdade de olho em sua carga de remédios, relata João, Estação Cachorro Louco (Juiz de Fora MG). Portanto amigos, é possível sim fazer do rádio um ambiente saudável e seguro, basta denunciar quaisquer irregularidades e ficar atentos a desvios de conduta. Aproveite e faça sua parte, seja cordeal, e não se misture com radio-operadores que desrespeitam a faixa utilizado linguajar de baixo calão. Em caso de problemas, procure um posto da Polícia Rodoviária Estadual/Federal.

Oferecimento:

PXJF YOUTUBEadio.com.br

→ WATTÍMETRO BIRD - SAIBA TUDO